O que você precisa saber antes de mudar para a Espanha

 

Oi pessoal, tudo bem? Para quem acompanha meu blog deve ter percebido que estou dando uma reforma “geral!” por aqui.

Esse texto foi um dos mais acessados  mesmo tendo sido escrito em novembro de 2015. De lá para cá observei tantas coisas no processo de imigrar que hoje quero compartilhar com vocês minha nova perspectiva sobre caminhar fora de casa.

Nos últimos anos vi uma avalanche de brasileiros fazendo as malas e indo tentar a vida em outro país.

Jovens, adultos,familias inteiras que decidiram buscar oportunidades em outros territórios, e boa parte deles vieram parar aqui na Espanha.

Se você está planejando fazer as malas sem data para voltar e escolheu a Espanha como destino, no post de hoje quero te dar alguns conselhos – que me ajudaram MUITO –  sobre como recomeçar a vida em outro lugar.

A vida no Brasil fica no Brasil

Mudar de país é algo desafiador, mas você só tem noção disso quando a ficha começa a cair e geralmente isso acontece quando surgem os primeiros obstáculos.

Geralmente o inicio é bastanta agradável, aquela sensação maravilhosa que so os recomeços nos trazem.  Otimismo vibra nas nossas veias. Você chega com todo gás e energia para enfrentar essa nova experiência.

Até que chegam as dificuldades, os dias dificeis e aí você começa a titubear sobre a decisão de ter imigrado.

Por tanto,para aqueles que ainda estão indecisos sobre fazer as malas, tenha em conta que você precisará renunciar os momentos em familia, aquela tarde descontraida com amigos, seu trabalho, sua vida no Brasil…

E que se reorganizar aqui na Espanha ou em qualquer outro país leva tempo e requer disposição e bastante positividade.Então antes de mais nada, coloque na balança se você suportará isso.

Além do mais , acredito que é mega importante deixar velhos hábitos para trás. Sabe essas atitudes que a gente reclama do dia a dia no Brasil? Daquele vizinho com música alta até tarde? Da sujeira no chão? Das pessoas não serem pontuais?

Então, acho muito importante a gente se vigiar em relação a esses e outros hábitos e costumes que temos no Brasil para que a adaptação na Espanha não seja um processo fulminante.

Afinal, você vai aprender a viver com uma cultura diferente da sua e evitar maus entendidos é um bom começo.

Um exemplo  bastante comum que costumo a dar, é que aqui a “politica da boa vizinhança” de certa forma funciona. Ou seja, vale a regra do ” Eu não te incomodo e você também não me incomoda”. 

A rapadura é doce, mas não é mole!

Seja realista. Pé no chão. Sair do Brasil é uma decisão muito importante e você precisa estar seguro de que é exatamente isso que você quer.

Viver na Espanha, aos menos para mim tem sido uma experiência maravilhosa, mas nada fácil. Por isso, pesquise o máximo  sobre a cidade que pretende ir.

Avalie a economia desse lugar, a questão laboral, o custo de vida, o quanto você precisa levar de dinheiro, pesquise sobre o clima, enfim, reuna toda informação possivel.

Canso de ler depoimentos tristes e frustrantes de brasileiros que chegam aqui achando uma coisa e encontram uma realidade diferente.

Tem gente que vem de férias e fica completamente apaixonado pela Espanha. Mas, gente “turistar” não é morar.

De maneira geral, os brasileiros que residem na Espanha estão contentes de morar no país, porém todos eles concordam que aqui não é o paraiso e existem muitas coisas a melhorar.

Outro ponto de suma importância é que você venha morar aqui de forma legalmente, pois sem a documentação será tudo mais dificil.

Seja você mesmo, mas não seja sempre o mesmo

Antes de embarcar, encha suas malas de bons valores. É isso que vai te diferenciar, inclusive, de muitos brasileiros aqui na Espanha.

Seja educado, honesto, positivo, deixe bons exemplos. Jamais perda a sua identidade, mas aceite que com o passar do tempo você mudará. Sua forma de pensar e ver as coisas nunca mais voltará ser a mesma.

Entenda a mudança como algo bom. Viver em outro país te da a oportunidade de ver tudo com uma perspectiva diferente.

Isso te fará amadurecer muito. Aprenderás um novo idioma, uma nova cultura, novas formas de se relacionar, a respeitar os dias dificeis e a valorizar pequenas coisas.

O importante é nunca perder a sua identidade e a humildade. Tenha paciência e jamais esqueça, cada passo conta! 

Planejamento é essencial

Tem alguém que muda de país sem planejamento? Tem! É a forma mais correta? Na minha opinião não e baseado na minha experiência acredito que seja um verdadeiro tiro no pé.

A minha primeira tentativa de morar na Espanha foi frustrante, e boa parte dessa dolorosa estadia no país foi por falta de planejamento.

Mas, de que maneira começar a planejar um recomeço na Espanha? Sem sombra de dúvidas, com muita pesquisa, e sem se deixar levar somente pelas coisas boas.

É normal que muita gente conte como é bom viver em um país mais seguro, com mais ajudas sociais, com boas escolas e universidade, mas nem sempre você conhece o outro lado da moeda.

Por isso, aqui no Partiu Espanha tem vários textos justamente sobre  as dificuldades, sobre os obstáculos que nós imigrantes encontramos ao chegar por aqui.

Então, se você já decidiu que quer vir morar na Espanha, busque saber coisas básicas, como por exemplo:

  • Como obter um visto de residência e trabalho na Espanha.
  • Custo de vida atualizado.
  • Costumes do país.
  • Se você pretende estudar, verifique as opções existentes.
  • Se você já é um profissional no Brasil, conheça a saída laboral na Espanha e como homologar seu título.
  • Quanto dinheiro você precisa para dar esse passo.
  • Entre outras coisas.

Lembrando que aqui no Partiu Espanha, você encontra diversos contúdos sobre morar, trabalhar, estudar, turismo e costumes na Espanha.

Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato comigo. Ah! E se gostou desse texto, compartilhe nas suas redes sociais e aproveite para assinar a nossa newsletter, que é gratuita e desse jeito você vai receber todas as nossas atualizações diretamente no seu e-mail.


Para entrar em contato, utilize o formulário abaixo.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *