Quanto custa morar na Espanha?

Nos últimos anos a Espanha tem sido rota de muitos brasileiros que desejam recomeçar uma vida fora do Brasil.

Na hora do planejamento dessa saída do país, seja ela definitiva ou não, o primeiro questionamento que fazemos é justamente esse: Quanto custa morar na Espanha?

Se você tem planos de vir para a Espanha, no texto de hoje te esclareço essa e muitas outras dúvidas a respeito desse assunto. Vamos colocar tudo na ponta do lápis?Partiu!

O  custo de  vida na Espanha

Essa é sem sombra de dúvidas uma das perguntas que mais recebo de vocês e a resposta não pode ser outra: Depende!

Depende da cidade na qual você vai residir na Espanha, depende do seu estilo de vida, depende se você vai vir sozinho ou custear os gastos de uma família, depende da renda que entrará na sua casa, enfim, depende de “n” fatores.

A Espanha não é um país relativamente caro quando comparamos com outras nações da União Europeia, mas a realidade é que o custo de morar na Espanha pode pesar no seu bolso sim, principalmente, nas grandes cidades como Madri e Barcelona.

barcelona

 

Quanto dinheiro preciso para me manter na Espanha?

Mas, antes da gente saber se essa conta  fecha no nosso orçamento é preciso ter em mente a quantidade de dinheiro que teremos a disposição para custear nosso dia a dia na Espanha.

E aqui entram dois aspectos importantes: O primeiro é se vamos receber esse dinheiro do Brasil ou se vamos nos manter através de um trabalho na Espanha.

Atualmente o salário mínimo na Espanha corresponde a 950€ euros, porém nem todo trabalho paga esse valor. Dependendo da sua área de atuação e da jornada de trabalho realizada, você poderá ganhar mais ou menos que isso.

Qual é o gasto mensal de morar na Espanha?

Assim como no Brasil, na Espanha vamos ter alguns gastos fixos. Ou seja,  pagamentos mensais que teremos que fazer sim ou sim para poder sobreviver no país. Dentre eles estão:

  • Aluguel

Normalmente é a parte que mais pesa no bolso. Uma pessoa sozinha, dividindo apartamento com outros moradores, gasta em média, 450€ euros nas grandes cidades.

Como vocês podem imaginar, uma família gastará no mínimo o dobro para alugar um apartamento em lugares como Madri, Barcelona, San Sebastian, entre outras localidades.

Em contrapartida, em outras regiões da Espanha é possível encontrar alugueis mais acessíveis economicamente, que ficam em média de 500€ euros por mês.

  • Agua, luz, gás, telefone e internet

Os gastos básicos de manutenção da sua moradia na Espanha incluirão esse quinteto. A conta de água na Espanha é cobrada a cada dois meses e a de luz vai ser de acordo com a potência que você tenha contratada com a empresa de energia eletrica e com seu gasto mensal.

Existem muitos planos de telefonia, internet e tv a cabo com um bom custo-beneficio. Em total, a média de gastos para uma familia não numerosa é de aproximadamente 170€ euros.

Referente a estes gastos, outra coisa que você precisa a ter em conta é que ele vária durante o ano, já que nos meses de frio intenso, por exemplo ele se incrementa pelo uso da eletricidade e do gás para aquecer a casa. E o mesmo acontece durante o verão com o uso mais frequente do ar condicionado e ventiladores.

Como em tudo, com jogo de cintura é possivel economizar, já que as diferentes empresas de energia eletrica, telefonia e gás oferecem “tarifas planas”, ou seja, um pagamento fixo ao mês, sem alteração no valor.

  • Alimentação

A compra da semana, incluindo os produtos de higiene e limpeza, também dependerá do estilo de vida de cada pessoa e do número de bocas né gente? Não é o mesmo alimentar 2 pessoas que 6.

A boa notícia é que a cesta básica da Espanha é uma das mais econômicas da Europa, o que significa que com jogo de cintura dá pra economizar bastante, deixando em média 50€ euros por semana no quesito supermercado.

E por falar em supermercado, você encontrará preços atrativos no Mercadona e Alcampo, além das feiras e mercados. Aqui o segredo é aproveitar as promoções do dia.

alimentos

  • Transporte

Podemos considerar o transporte público da Espanha eficiente em boa parte do país, com ônibus, metrôs e trens sendo utilizados pela maioria das pessoas. Na maioria das cidades espanholas você encontrará formas de economizar para ir e vir de transporte público, já seja aquirindo um bono mensal com descontos ou algum plano que te permita pagar menos.

Preciso te dizer que a ciclovia é uma grande vantagem para os moradores de muitas cidades, como por exemplo em Valência, que conta com diferentes rotas de um lado a outro da cidade, para quem deseja economizar utilizando a velha e boa bicicleta ou os patinetes elétricos.

Para quem tem carro, além do gasto com  gasolina e seguro (que é obrigatório) todos os anos é preciso passar o veículo por uma inspenção, que também é um gasto a mais. Aqui não podemos negar a comodidade de um carro, mas é preciso tentar economizar ao máximo em gastos de  gasolina.

Carril bici en Valencia: mapa completo y normas de circulación | Cultura CV
Ciclovia em Valência
  • Saúde

O sistema público de saúde na Espanha funcionava muito melhor antes da pandemia e era utilizado por mais de 90% da população do país. Atualmente, segue tendo um bom funcionamento e aceitação, já que conta com ótimas instalações e profissionais capacitados, porém a demora em consultas e operações é uma realidade que não podemos negar.

Algumas pessoas preferem ter por precaução um plano de saúde particular, onde os preços oscilam entre 40€ e 60€ euros mensais.

  • Escolas

O sistema público de ensino na Espanha é utilizado pela maioria dos espanhois e de brasileiros ou outros estrangeiros. 

A principal razão é que ele funciona e a partir dos três anos de idade é totalmente gratuito. Em escolas particulares, dependendo da cidade, você desembolsará em média 150€ por mês.

Para saber mais detalhes a respeito das escolas na Espanha, preparei esse texto especial sobre o tema: O sistema educacional na Espanha

  • Lazer

Esse item não poderia ficar de fora da listinha né, gente? A vida é mais do que trabalhar e pagar conta. E aqui na Espanha você pode gastar muito, porque tem um leque de opções de programações pra fazer todo santo dia ou gastar menos aproveitando espetáculos culturais gratuitos, passeando em parques, praças e museus abertos ao público de forma gratuita.

Tirando por baixo podemos deixar aproximadamente 150€ euros por mês com saídas para jantar fora, ir ao cinema ou algum lazer pago. Motivos para “bater perna” não faltam, mas pode pesar no bolso de muita gente. Ir ao cinema, por exemplo, custa entre 5 e 12€  em algumas cidades, ao teatro a  média é de 30 euros e comer fora varia entre 10 e 25€.

Agora que é uma delicia pagar 1,50€ nesse chop aí, isso não posso negar! 🙂

Puede ser una imagen de bebida

  • Vestimenta e outros gastos

Quem já vive na Espanha sabe que a Primark é a salvadora da pátria de muita gente, simplesmente, porque oferece um custo-beneficio que cabe no bolso de qualquer um, afinal uma “brusinha” a partir de 1€ não esta nada mal, né? 

Também é possível encontrar artigos baratos em grandes marcas como: Zara, Mango, H&M, C&A, entre outras.

Ir ao salão de beleza, matricular os filhos em atividades extra-escolares, viajar uma vez no mês são gastos a incluir, dependendo do estilo de vida de cada pessoa.

Meu custo de vida na Espanha

Na minha casa somos 3 pessoas ( Um adulto e duas crianças) e meu gasto mensal é mais ou menos esse:

➡️Aluguel: 450€
➡️Supermercado: 200€-250€
➡️Luz: 50€
➡️Água: trimestral 100€
➡️Gás: bimestral 12€
➡️Telefone + Internet: 55€
➡️ Transporte: 50€

Em média, “chutando por baixo”, uma família não numerosa gasta entre 1500€ a 2000€ por mês, incluindo aluguel e despesas fixas.

O gasto médio para uma pessoa que vive sozinha (compartilhando apartamento, como fazem muitos estudantes) onde o aluguel quase sempre inclui as despesas de luz, água, gás e internet, normalmente fica entre 600€-800€.

Existe ajudas sociais para chegar mais tranquilo ao final do mês? Sim! Mas para ter qualquer acesso a elas você precisa cumprir com todos os requisitos estabelecidos pelo governo.

Agora que você já tem mais ou menos uma ideia dos gastos que uma pessoa pode ter, pesquise:

➡️ Profundamente sobre o custo de vida na cidade da qual deseja ir, já que muda completamente de uma região para outra, principalmente em termos de aluguel.
➡️ Realize um planejamento financeiro antes e durante a sua estadia na Espanha.
➡️ Conheça todas as opções para economizar nas contas fixas: como promoções, bonos sociais, atividades culturais gratuitas, etc.

 

Para consultar detalhadamente a média de preços de cada ponto citado no texto, visite o www.preciosmundi.com  Lembrando que essa é apenas uma base dos gastos básicos no país que podem variar dependendo do estilo de vida de cada um.

Se você quer saber mais sobre esse tema, como morar na Espanha, tirar dúvidas, entre em contato comigo através do email blogpartiuespanha@gmail.com não esquece de compartilhar esse texto com amigos e familiares!

 

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *